Dicas na hora de comprar moeda estrangeira

Não troque dinheiro com desconhecidos e prefira utilizar dinheiro vivo, cartão turismo ou cartão pré-pago para evitar complicações.

Viajar para outro país requer bastante planejamento para que tudo ocorra com tranquilidade. Na hora de comprar moeda estrangeira, alguns cuidados são necessários para evitar prejuízos, afinal, essa é uma das etapas que definirão sua situação financeira lá fora. É muito comum esse momento ser tratado com certa indiferença, seja pela correria do cotidiano ou por falta de programação.

Em 2015 o dólar atingiu mais de R$ 4,00 e, atualmente, custa pouco mais de R$ 3,00. Na hora de comprar moeda estrangeira o turista deve, alguns meses antes da viagem, ficar de olho nas mudanças na cotação do câmbio, especialmente do dólar americano. Quando este está operando em baixa é o melhor momento para comprar a moeda. Isso vale tanto para quem quer viajar quanto quem vai investir.

  1. A primeira coisa a se fazer é pesquisar o valor do serviço entre as agências bancárias e casas de câmbio. Geralmente as casas de câmbio possuem taxas mais baixas que os bancos e, muitas delas oferecem vantagens como entrega em domicílio e transferência em conta. Procure sempre instituições licenciadas pelo Banco Central e prefira notas menores, que podem ser mais facilmente utilizadas durante a viagem.
  2. Desconfie de lugares onde a cotação é muito baixa e não troque dinheiro com desconhecidos, a menos que sejam de muita confiança, assim você se poupa do risco de acabar com notas falsas.
  3. Compre moeda de pouquinho. Separe um tempo da semana para se dedicar a essa parte da viagem. Se você compra um pouco a cada semana não corre o risco de fazer um mau negócio e escolher a época menos favorável.
  4. Pesquise sobre a moeda oficial do lugar para onde você vai. Ao contrário do que muitos pensam, o dólar não é reconhecido em qualquer país. Se você vai viajar para vários países, o melhor é trocar um pouco de dinheiro para cada moeda, assim você evita novas taxas de câmbio.
  5. Saia do Brasil com as moedas já compradas. Quando o dinheiro é trocado somente no aeroporto, as taxas de câmbio acabam sendo mais altas. E quando ele é trocado no país de destino, pode acontecer do real não ser aceito.
  6. Para evitar complicações no orçamento utilize dinheiro vivo, cartão turismo ou cartão pré-pago. Quando o cartão de crédito é utilizado no exterior a base para o cálculo do valor não será a cotação do dólar do dia da compra mas, sim, do vencimento.
  7. Não deixe seu dinheiro todo num lugar só. Utilize organizadores como porta-dinheiro, guarde um pouco na mochila e um pouco na carteira e fique bem atento. Caso você vá viajar com mais de R$ 10 mil ou o equivalente em outra moeda, deve assinar uma declaração.

Para viajar com conforto e economia, conheça o Clube Candeias, o maior clube de turismo programado do Brasil. Você encontra milhares de opções de hospedagem e lazer com os melhores preços do mercado. Visite o site www.clubecandeias.com e saiba mais sobre todas as vantagens de ser um associado.


Gostou deste artigo? Deseja receber mais conteúdos como este?