Dicas para quem vai viajar sozinho pela primeira vez

Escolha a hospedagem de acordo com suas preferências: para quem busca sossego, aconchego e aprecia os momentos sozinho, a melhor opção são pousadas e hotéis.

Para muitas pessoas, viajar sozinho pela primeira vez pode ser motivo de preocupação e até mesmo de vergonha. Mas essa aventura, que começa assim que você toma essa decisão, pode se revelar uma das melhores formas de explorar o mundo e de se divertir muito.

Isso porque, quem viaja sozinho não precisa se preocupar em fazer os passeios que os amigos ou os familiares escolherem, podendo fazer apenas e tão somente o que desejarem, além do comodismo de se alimentar, dormir e acordar nos horários que bem entender.

Já está percebendo que esse modo de viajar pode ser muito convidativo, não é mesmo? Então confira nossas dicas e aproveite bem sua próxima viagem!

1. Saiba quem pode viajar sozinho

Esta é a primeira dica, pois é a partir dela que você saberá se deve ou não continuar com seus planos de aventurar-se tendo como companhia você mesmo. Quem tem 18 anos completos já pode viajar sozinho. Quem tem 12 anos de idade já pode embarcar só, mas precisa apresentar uma autorização com assinatura dos responsáveis. Esses requisitos se encaixam? Então continue lendo…

2. Planejamento da viagem

“Que delícia deve ser planejar uma viagem onde só eu escolherei os passeios, os locais e melhores dias para ir às compras e onde comer!” Sim; é isso mesmo! Planeje seu destino de acordo com suas preferências e conveniências, mas não se esqueça de que há lugares em que estar sozinho pode ser perigoso, e há coisas que é melhor não fazer quando você estiver desacompanhado — como caminhar a noite em locais ermos, por exemplo.

Faça um bom planejamento: escolha um lugar com coisas que você goste. Se não gosta de praias, por exemplo, não vá a um destino praiano. Também não escolha ir a locais onde costumam receber famílias, como um resort, pois você se sentirá um peixe fora d’água e ficará desconfortável.

Falar ou não um idioma também deve pesar nessa escolha. Você pode achar que se vira bem com mímicas ou falando coisas básicas, mas — em sua primeira viagem sozinho — é melhor não arriscar e escolher um destino em que você não domine a língua.

3. Escolha da hospedagem

A escolha das suas necessidades e objetivos deve nortear a escolha do local onde você se hospedará. Para quem busca sossego, aconchego e aprecia os momentos sozinho — para uma ler ou observar o céu em silêncio antes de descansar para recomeçar o passeio no dia seguinte — a melhor opção são pousadas e hotéis. Já quem pretende conhecer pessoas novas e fazer novos amigos pode optar por um hostel.

Outro detalhe a considerar é a praticidade de deslocamento. A melhor opção para quem viaja sem carro, por exemplo, é buscar uma hospedagem localizada no centro. Lá é possível encontrar serviços diversos como bancos, farmácias e restaurantes, além da maior facilidade para se locomover pela cidade e usar os meios de transporte disponíveis.

3. Tenha sua documentação pessoal consigo

Se a reserva da hospedagem e de passeios e roteiros turísticos forem feitos com antecedência, não esqueça de levar o comprovante com você. Para se precaver de eventuais perdas, fotografe os comprovantes.Tire cópias e fotos dos seus documentos (incluindo o passaporte) e deixe essas cópias em seu e-mail.

Para proteger ainda mais os seus documentos faça uma cópia registrada em cartório. Mantenha uma cópia no quarto da hospedagem e outra sempre com você, durante todos os passeios.

4. Informe parentes e amigos sobre sua viagem

Viajar sozinho é sinônimo de independência e autonomia, mas algumas medidas de segurança são fundamentais. Por isso, informe aos seus parentes e amigos o seu destino, onde você ficará hospedado e quantos dias ficará fora. Assim, você se sentirá seguro para curtir seu passeio despreocupado.

5. Leve um dinheiro a mais para eventualidades

É de praxe planejar o quanto será gasto durante toda viagem e, assim, levar esse dinheiro contado. Pensando em economizar, muitos acreditam que se levarem notas a mais vão “gastar tudo”. Esse raciocínio demonstra que você é econômico, mas deixe para agir assim quando viajar em grupo.

Isso porque, é extremamente importante ter uma reserva para alguma emergência. Para evitar gastar esse dinheiro, esconda-o de você mesmo, ou seja, deixe-o em um local separado das notas que você manipula durante a viagem e só o use para emergências.

6. Atenção dobrada com as malas

Ao viajar sozinho, evite levar muita bagagem. Uma mala pequena e uma frasqueira são fáceis de transportar (se você for mulher ainda terá que carregar sua bolsa — opte por uma pequena ou leve nela o que carregaria na mala de mão). E, sempre que circular pelo aeroporto ou rodoviária, fique de olho em sua bagagem. Os objetos de valor devem ser levados na mala de mão ou na bolsa para evitar seu extravio.

7. Converse com moradores da cidade

Ninguém melhor para conhecer uma cidade do que seus moradores. Por isso, converse e interaja com essas pessoas e não se sinta intimidado em perguntar sobre lugares para visitar e os melhores (e mais baratos) restaurantes. Além de aproveitar melhor sua estadia no local, você ainda fará amizades.

Como um clube de férias pode ajudar quem quer viajar sozinho?

Não importa se você está viajando sozinho pela primeira vez ou não, um clube de férias pode ajudar a planejar o melhor roteiro para você curtir todos os momentos em que estiver viajando consigo mesmo!

Conte com Clube Candeias para que suas viagens de férias sozinho ou acompanhado sejam inesquecíveis.


Gostou deste artigo? Deseja receber mais conteúdos como este?