Principais dúvidas na hora de fazer compras no exterior

Seja a passeio ou a trabalho, uma viagem ao exterior sempre rende algumas compras. Há quem viaje justamente para fazer compras fora, já que, dependendo do país, quase tudo é vendido mais barato do que no Brasil. As dicas a seguir lhe ajudarão a entender como realizar comprar com mais tranquilidade fora do país.

Programe-se

Se você está viajando para outro país pensando em voltar de mala cheia, a primeira coisa a se fazer é planejar. Nesse momento espaço é um bem precioso, não abarrote a sua bagagem, e se possível, leve uma mala extra, afinal, é impossível saber quanto sua bagagem vai crescer, e ninguém quer voltar para o Brasil impossibilitado de trazer as novas aquisições. Economize dinheiro e organize seu orçamento. Uma lista de prioridades pode ser muito útil para evitar escorregadas, assim você não gasta dinheiro com coisas que nem estava pensando em comprar inicialmente.

Dinheiro ou cartão?

No exterior andar com todo o seu dinheiro requer grande atenção. Apesar dos impostos serem menores nas compras em espécie em relação aos cartões, nem sempre é seguro andar com muito dinheiro. Além de correr o risco de perder seu montante, você ainda pode ser roubado. Compras com cartão de crédito se tornam muito vantajosas se seu plano possui um programa de milhagens. Outro ponto positivo é a possibilidade de bloquear o cartão em caso de furto ou perda, e ainda estornar compras caso ocorra um erro. Vale lembrar que é preciso manter o controle para não ficar sem limite nem ultrapassar o orçamento. Quando os valores são convertidos para reais, é considerado o dia do pagamento, e não o dia em que a compra foi realizada, o que é uma grande desvantagem considerando que a cotação do dólar está sempre em constante alteração. O cartão de débito oferece a vantagem de poder ser usado sem gerar cobranças futuras. Por outro lado, existe um limite diário de compras e saque, o que pode te impossibilitar de comprar artigos mais caros.

Impostos e alfândega

Na hora de voltar para casa é preciso estar atento para não ser taxado, alguns produtos comprados fora podem gerar taxas extras de até 50% em cima do valor atual. Existem várias regras sobre o que é permitido voltar ao Brasil, e a quantidade de cada coisa. De modo geral, bebidas e alimentos, por exemplo, devem ser preferencialmente industriais. Roupas devem estar sem etiquetas, pois devem ser somente para uso pessoal, e eletrônicos como celulares, tablets e máquinas fotográficas têm limite de um item por pessoa. Em viagens aéreas e marítimas é permitido voltar com US$ 500 em produtos, ou o equivalente em outra moeda. Já em viagens terrestres, a cota cai para US$ 300 ou o equivalente. Se suas compras ultrapassam esse valor ou as quantidades permitidas é preciso declarar e pagar as taxas.

Para aproveitar o melhor de cada país, comprar e passear com mais tranquilidade, conte com o Candeias, o maior clube de turismo programado do Brasil. O Candeias possui roteiros completos da hospedagem ao lazer, e oferece os melhores preços de hotéis em 5 continentes. Conheça o site e descubra as vantagens de fazer parte desse clube, após se cadastrar a utilização é imediata. Acesse https://www.clubecandeias.com/.


Gostou deste artigo? Deseja receber mais conteúdos como este?