Turismo em Novo Hamburgo, RS

Novo Hamburgo possui uma beleza ímpar, com diversos pontos turísticos.

Novo Hamburgo é um município pertencente ao estado do Rio Grande do Sul. Consolidada pelos imigrantes alemães, a cidade recebeu o nome de Hamburgo, após a emancipação da cidade de Hamburgo, na Alemanha e, até hoje, a população de Novo Hamburgo ainda é predominantemente descendentes de alemães.

Novo Hamburgo possui uma beleza ímpar, com diversos pontos turísticos. No entanto, é também uma cidade com um grande parque industrial. Hoje em dia, é o centro industrial do Vale do Rio Sinos, cuja economia baseia-se principalmente na fabricação de sapatos e na cadeia de fornecimento de artigos de couro. É conhecida como a “capital nacional dos calçados”, pelo grande número de fábricas de sapatos que a cidade contém.

História de Novo Hamburgo

Em meados da década de 1920, Novo Hamburgo era um subdistrito da cidade de São Leopoldo (RS). Nessa época, a indústria do calçado estava em pleno andamento e houve uma intensa expansão do comércio e uma abundância de trabalho para os prestadores de serviços na região. Em 1924, essa expansão levou um grupo de homens a criar um comitê com o objetivo de alcançar a emancipação para o ainda distrito de Novo Hamburgo. Estes homens foram: Jacob Kroeff Neto, Pedro Adams Filho, Leopodo Petry, André Klipp, Julius Kunz, José João Carlos Martins e Carlos Dienstbach. Nomes muito importantes para a cidade e que são diversas vezes homenageados com seus nomes nas principais avenidas, praças e monumentos da cidade.

Em três ocasiões, as cartas enviadas ao conselho de São Leopoldo solicitando a emancipação foram negadas. Diante dessa rejeição, o grupo decidiu enviar o pedido ao governo do estado de Rio Grande do Sul. O governador naquela época era Borges de Medeiros, que posteriormente pediu à comissão que apresentasse um pedido formal, incluindo assinaturas de eleitores que solicitaram a emancipação.

Três anos depois, no dia 5 de abril de 1927, Borges de Medeiros assinou o decreto nº 3818, conhecido como “O pedido de ouro”, assim criando o município de Novo Hamburgo. No mesmo dia, o decreto nº 3819 foi assinado, criando uma administração com base constitucional e permitindo a nomeação de um prefeito temporário. O documento deu um período máximo de dois meses para realização das eleições para prefeito e conselheiros. Jacob Kroeff Netto foi nomeado o primeiro prefeito provisório de Novo Hamburgo por Medeiro de Borges, sob o decreto nº 3820.

Turismo em Novo Hamburgo

Novo Hamburgo é uma das 13 cidades encantadoras na região conhecida como “Rota Romântica do Sul”, assim como as outras, a cidade possui traços em sua arquitetura com forte influência germânica. As outras cidades da Rota Romântica são: São Leopoldo, Estância Velha, Ivoti, Dois Irmãos, Morro Reuter, Santa Maria do Herval, Presidente Lucena, Picada Café, Nova Petrópolis, Gramado, Canela e São Francisco de Paula.

No Centro Histórico, que está localizado no bairro de Hamburgo Velho, ainda existem vários edifícios construídos pela técnica de “enxaimel”, muito comum nos edifícios europeus, como o Museu comunitário Schmitt-Presser (primeiro exemplar da técnica protegido pelo IPHAN no Brasil). Há também as obras do arquiteto alemão Ernst Seubert, alguns de seus edifícios mais conhecidos são: Igreja de Reis Magos, a Igreja de Nossa Senhora da Misericórdia, a Casa de Schmitt (Casa Rosa) e a Biblioteca Pública Municipal Machado De Assis. Além desses, destaca-se o edifício neoclássico da Fundação Ernesto Frederico Scheffel. Todos estes edifícios são paradas obrigatórias para os milhares de turistas que viajam até Novo Hamburgo todos os anos.

A Rua General Osório é conhecida como rua “Histórico-Cultural”. Ao longo dela, existem dezenas de edifícios históricos de vários períodos. Entre os notáveis edifícios, se destacam: o Colégio Santa Catarina, a construção da antiga sociedade “Frohsin”, projetada pelo arquiteto alemão Theo Wiederspahn. Também as casas das famílias Richter, Klein, Momberger, Snel e Grunner, esta rua é reconhecida pelo Plano Diretor da Cidade como uma área de interesse histórico e cultural.

Na região central da cidade há o Monumento ao Sapateiro, a Basílica da Catedral de São Luís Gonzaga e a Igreja Evangélica Luterana da Ascensão, ambas as construções são datadas da década de 50. O último segue o estilo gótico, com formas puras da arquitetura gótica original. Existem também dezenas de casas ecléticas distribuídas nesta área histórica, mas estas não são oficialmente reconhecidas. A cidade também apresenta alguns exemplos interessantes de modernismo, especialmente residências construídas a partir do período 1950-1960.

Clube Candeias

O maior clube de turismo programado do Brasil dispõe do que há de melhor em hospedagem. São diversos hotéis e pousadas, além de oferecer aos seus associados uma infinidade de vantagens. Clique aqui e saiba como tornar-se sócio.


Gostou deste artigo? Deseja receber mais conteúdos como este?