7 bibliotecas para conhecer ao planejar uma viagem

São locais maravilhosos para visitar!

Uma das maiores saudades de muitas pessoas durante este isolamento social, indicado como uma das principais ações de controle da atual pandemia de coronavírus, tem sido poder viajar em segurança. Porém, há uma etapa das viagens que não está suspensa: o planejamento.

Os amantes de literatura e de arquitetura podem assegurar: as bibliotecas são uma excelente pedida para quando voltar a ser seguro colocar os pés na estrada outra vez. Para auxiliar na difícil escolha de onde mergulhar na leitura da próxima vez, tem-se abaixo uma listagem com sete das bibliotecas mais impressionantes espalhadas pelo mundo:

1. Biblioteca Nacional, Dublin, Irlanda: com um acervo estimado em oito milhões de exemplares que podem ser consultados inclusive gratuitamente e uma arquitetura fantástica, a Biblioteca Nacional da Irlanda é destinada à pesquisa pública, tendo sido inaugurada no ano de 1890 com o intuito de salvaguardar os registros bibliográficos da Sociedade Real de Dublin.

2. Biblioteca Nacional, Rio de Janeiro, Brasil: com seus 209 anos de história, a Biblioteca Nacional do Brasil, também conhecida como Fundação Nacional do Brasil, é uma das mais imponentes construções do país. Considerada pela UNESCO como uma das maiores bibliotecas nacionais de todo o mundo e a maior da América do Sul, seu acervo alcança a soma de nove milhões de títulos. É, sem dúvida alguma, uma atração imperdível bem aqui, em solo nacional.

3. Biblioteca do Congresso (“Congress of Library”), Washington, Estados Unidos: considerada a maior do mundo (em metros quadrados e em acervo – são 155 milhões de peças!), a Biblioteca do Congresso foi inaugurada no ano de 1800, com estilo renascentista e é tida como um monumento nacional. A visitação é guiada e a entrada é aberta ao público, gratuitamente.

4. Biblioteca Municipal, Stuttgart, Alemanha: com uma arquitetura moderna e limpa de 2011, seus nove andares guardam um interior totalmente branco. Esta biblioteca pública foi agraciada em 2013 com o nacional prêmio de Biblioteca do Ano. Vale muito a pena conhecer!

5. Biblioteca Real, Copenhague, Dinamarca: a maior entre os países escandinavos, foi fundada em 1648 pelo Rei Frederico III e abriga simplesmente todas as obras que foram impressas no país desde o séc. XVII, somando mais de 32 milhões de títulos.

6. Biblioteca Britânica (“British Library”), Londres, Inglaterra: com exemplares da alcunha de Leonardo Da Vinci e Jane Austen, o majestoso prédio de seis andares abriga a Carta Magna do país, um dos títulos mais importantes do mundo (assinada em 1215), além de uma coleção que pertenceu ao Rei George III. Além do acervo fixo, a Biblioteca Britânica recebe exposições temporárias, algumas pagas e outras gratuitas.

7. Biblioteca Nacional, Paris, França: com 36 milhões de peças divididas em departamentos, como, por exemplo, os de manuscritos (iluminuras), manuscritos orientais, mapas/plantas e ciência/tecnologia, a biblioteca pública recebe tudo que é publicado no país e nasceu da Real Biblioteca, de 1461.

Para aproveitar essas e outras atrações mundo afora com conforto e segurança, o Clube Candeias, maior clube de férias do mundo, oferece aos associados uma série de vantagens, como diversas unidades próprias em território nacional e uma ampla rede integrada de hospedagens – são 500 mil opções espalhadas pelo mundo. E mais, o programa de recompensas do Clube Candeias garante um ponto para reservas nas unidades próprias a cada R$1,00 gasto na rede integrada. Clique aqui para mais informações.




Gostou deste artigo? Deseja receber mais conteúdos como este?