Como funciona o passaporte de vacina?

A chegada do verão, festas de fim de ano e das férias para muitas pessoas é um período muito convidativo para viajar e estar com amigos e familiares, principalmente no Natal e Ano Novo, entre outras atividades de lazer. Porém, os cuidados contra a Covid-19 não podem ser deixados de lado e um dos temas que ainda causam muitas dúvidas é sobre o passaporte vacinal.

O passaporte de vacina é um documento físico ou eletrônico que comprova o ciclo de vacinação da pessoa. Por meio dele é possível verificar se o indivíduo está completamente vacinado, isto é, com as duas doses em dia, ou se ele ainda precisa iniciar ou terminar o esquema de vacinação. Sendo assim, a exigência do passaporte da vacina tem como principal objetivo estimular a imunização completa das pessoas e, dessa forma, conter ainda mais a circulação do vírus.

Onde adquirir o passaporte da vacina?

Existem dois meios bem rápidos para a emissão do documento: pelo site https://conectesus.saude.gov.br/home ou pelo aplicativo Conecte SUS (para Android e IOS). É necessário ter uma conta registrada no site para fazer o login ou no app Conecte SUS, acessar a aba “Vacinas”.

Como funciona o passaporte da vacina?

Depois de acessar a carteira de vacinação da Covid, o usuário pode baixar no computador ou em seu smartphone e imprimir o documento, se achar necessário. O comprovante possui um QR Code que pode ser apresentado em locais que exijam o passaporte, além de informações detalhadas com os dados pessoais, qual vacina tomou e até mesmo a data de aplicação.

A verificação da autenticidade do passaporte pode ser confirmada no próprio aplicativo do Conecte SUS, no leitor Valida QRCode, ou, também pela web, no site https://validacertidao.saude.gov.br/.

Onde devo apresentar o passaporte da vacina?

Em quase todos os Estados do País vem sendo exigido o passaporte vacinal para a entrada em determinados eventos e estabelecimentos. Em São Paulo, por exemplo, o comprovante é exigido para a entrada em ambientes com mais de 500 pessoas, como estádios de futebol. No Rio de Janeiro, até mesmo para frequentar bares, restaurantes e academias o documento é obrigatório. Em Belém, no Pará, a exigência se estende ainda mais e é preciso mostrar o passaporte, inclusive, em cinemas, teatros e igrejas.

Em Salvador, a exigência está sendo feita em serviços de atendimento público como no Detran e no Serviço de Atendimento ao Cidadão (SAC), entre outros. Já em Vitória, a flexibilidade é maior e muitos locais não exigem o documento, porém, alguns estabelecimentos incentivam a ação promovendo descontos nos produtos e serviços.

Nas viagens internacionais, é preciso atenção, pois muitos países estão solicitando a comprovação da vacina. É o caso de Portugal, Itália, Alemanha, Espanha, França, Holanda, Japão, Grécia, Dinamarca, Croácia e pelo menos outros 20 países que só permitem o acesso a eventos e espetáculos com o passaporte de vacinação em dia e em mãos.

Hospedagem no Brasil e no Mundo

O Clube Candeias oferece aos associados uma rede integrada com mais de 500 mil opções em hospedagem mundo afora. Os associados podem desfrutar o melhor de suas férias com muita comodidade acessando os serviços pelo site e aplicativo de celular.

O Clube Candeias também possui unidades próprias em várias cidades do Brasil, como em Ubatuba-SP, Guarujá-SP, Natal-RN e Florianópolis-SC.

Clique aqui e saiba mais.




Gostou deste artigo? Deseja receber mais conteúdos como este?