Dicas incríveis para visitar a Ilha de Páscoa

São vários passeios para curtir com toda a sua família!

Localizada ao sul do Oceano Pacífico a Ilha de Páscoa é famosa pelas enormes e misteriosas estátuas de pedras, mais conhecidas como "moais". A ilha, mesmo pertencente ao Chile, é de origem polinésia e hoje dominada pelo povo Rapanui. Atualmente, a data de ocupação da Ilha de Páscoa é incerta, no entanto, por meio de estudos sobre as divergências linguísticas acredita-se que a ocupação foi por volta de 300-400 d.C..

A forma para chegar até a Ilha de Páscoa não é nada difícil, porém é demorada. E essa demora é devido ao fato de não haver voos diretos de Guarulhos até a Ilha de Páscoa. Sendo assim, deve-se pegar um voo em Lima (Peru) ou em Santiago (Chile) para chegar até lá.

Para os que têm vontade de conhecer a famosa Ilha de Páscoa e seus moais (mas não se engane achando que eles são a única atração por lá) veja os melhores passeios para curtir com toda a sua família:

Moais

Sendo a atração mais famosa, a Ilha de Páscoa traz mais de 900 Moais espalhados por toda a parte, que podem ser avistados logo quando se chega. Com sua arquitetura exótica e o mistério por trás de como eles foram parar ali, muita gente se impressiona ao vê-los de perto e formam teorias que divertem o imaginário. Originalmente os Moais ficavam sobre Ahus – uma espécie de plataforma cerimonial que cada tribo tinha para proteger todos os vilarejos da Ilha. Há dezenas de Ahus espalhados por toda a Ilha, como o Ahu Akivi, Tahai, Ko Te Riku, Vai Ure e muitos outros.

Vulcões

Outra grande atração do lugar são os vulcões, que não são poucos, mas todos extintos (para a sua segurança) e com uma beleza sem igual. A começar pelos três vulcões que formaram a Ilha: Vulcão Poike, Vulcão Rano Kau e o Vulcão Terevaka. O segundo, "Rano Kau", é um dos mais famosos e fica na Aldeia Cerimonial de Orongo. Além da aparência majestosa o vulcão é muito maior do que as pessoas pensam, tendo sua cratera mais de 1,5 km. O Rano Raraku é outro vulcão muito conhecido da Ilha também, pois é nele que se fabricavam os Moais.

Anakena

A Praia de Anakena é uma das únicas praias na Ilha que se pode entrar na água. Isso porque a Ilha de Páscoa é, em sua grande maioria, formada por rochas vulcânicas ou águas muitos agitadas, que tornam a entrada para se banhar um tanto perigosa. No entanto, a beleza natural da Praia de Anakena compensa a ausência de mais praias. Com águas de um azul turquesa único, areia branquinha e fofa, coqueiros e, até mesmo, os famosos Moais é um paraíso completamente isolado da civilização. Apesar de totalmente isolada, a Praia oferece uma infraestrutura que conta com quiosques que servem comidas e bebidas.

Cavernas

Por ser uma região que no passado contava com muitos vulcões ativos, atualmente vemos muitas cavernas que foram formadas pela lava que escorria até as águas do mar. Essas cavernas são tão enigmáticas quanto os Moais e de uma beleza de causar silêncio. Grande parte está aberta para o acesso ao público. Uma delas, que fica de frente para o Oceano Pacífico, é a Caverna Ana Kakenga, também conhecida por "caverna de duas janelas". Outras duas cavernas da Ilha são a Ana O Keke e a Ana Kai Tangata. Essa última é muito famosa por trazer em suas paredes pinturas rupestres.

Além das atividades descritas acima, existem ainda muitas outras coisas que a Ilha de Páscoa oferece, como por exemplo, a prática de esportes aquáticos (o mergulho de cilindro), Surf, visitar o Museu Rapa Nui, pescaria, passeios a cavalo e, até mesmom passeios de barco.

O Clube Candeias, maior clube de turismo programado do Brasil, oferece aos associados inúmeras vantagens. Entre elas, mais de 500 mil opções em hospedagem na rede integrada, ao redor de todo o mundo. Clique aqui e saiba mais.




Gostou deste artigo? Deseja receber mais conteúdos como este?